●๋• Páginas ●๋•

sexta-feira, dezembro 29, 2017

Pólo de Barbeiro: símbolo da profissão é um legado da sangria

Pólo de Barbeiro: símbolo da profissão é um legado da sangria.

Listrado em vermelho e branco, às vezes com um pouco de azul, o tradicional pólo de barbeiro girando ao lado de uma pequena loja, sinaliza, atualmente, um lugar onde os homens podem cortar o cabelo, fazer a barba e jogar conversa fora.

 Mas nem sempre foi assim...

Na Idade Média, o pólo de barbeiro em vermelho e branco sinalizava o local de atuação dos barbeiros-cirurgiões, onde as pessoas iam não apenas para cortar o cabelo ou fazer a barba, mas também para sangria e outros procedimentos médicos e odontológicos.

Após a conclusão do procedimento cirúrgico, os barbeiros colocavam as bandagens para fora e as penduravam como forma de propaganda. Com o vento, as bandagens ensanguentadas giravam e se retorciam, formando o padrão de espiral vermelho e branco.

Assim, historicamente, o póle de barbeiro representa as bandagens ensanguentadas que ficavam envolvidas em torno de um poste.

 Uma outra interpretação das cores do poste de  barbeiro, é que o vermelho representa o sangue arterial, o azul é o símbolo do sangue venoso e o branco retrata as bandagens.

Curiosidade:
Em Forest Grove, Oregon, encontra-se o "mais alto Barber Pole do mundo" com 22 metros de altura.


http://4.bp.blogspot.com/-1XZFyUY867o/Tbb_6VR5T6I/AAAAAAAAAhs/6v8-QtQog3A/s1600/Blog+Alex+Oliveira+%2528NEW%2529.jpg

segunda-feira, dezembro 31, 2012

PREFEITURA DE SÃO GONÇALO GASTOU R$ 2 MILHÕES NA OBRA OBSCURA DA PRAÇA DA BÍBLIA


Somente agora na entrega da Praça da Bíblia, a prefeita Aparecida Panisset decidiu revelar o valor investido naquela obra horrenda (um emaranhado de ferros e lonas vermelhas com um globo da morte no meio) construída no espaço que pertenceu a Praça Chico Mendes.

Segundo ela, foram utilizados cerca de R$ 2 milhões na construção da praça, e parte dos recursos foram oriundos de doações (ver AQUI)

Por que somente agora ela resolveu dar essa informação? Meu Deus, quanta falta de respeito para com a população de nossa cidade!!!

Muitos ja vem cobrando pela transparência da obra. O correto era ter disponibilizado essa informação para a população desde o início das obras, numa placa indicativa, instalada no local, conforme exige a Lei 1853/91.
 
A verdade é que desde o seu lançamento, a obra da Praça da Bíblia esteve envolvida num processo de obscuridade. As informações sobre a sua construção nunca foram claras. Sempre deixaram dúvidas no ar.

Foi uma obra marcada por irregularidades, mentiras e deboches com a cara dos gonçalenses.
 
 
Para uma praça que pretendia homenagear a Palavra de Deus, a sua construção mais desonrou que exaltou a Bíblia.

Um fato que também chamou atenção é que a praça não saiu como foi projetada inicialmente (ver site da Edursan, AQUI)

Projeto inicial

 

Outra projeto concluído

 
É  lamentável que tenham desperdiçados R$ 2 milhões numa praça feia de doer!!! 

Além de terem desrespeitado Chico Mendes e os frequentadores do local, humilharam também a Palavra de Deus com uma homenagem horrenda!

O DEBOCHE NA PLACA DE INAUGURAÇÃO  DA PRAÇA DA BÍBLIA

A leitora do blog, Mary Batista, fez uma exclente observação sobre o versículo de Zacarias colocado na placa de inauguração da Praça da Bíblia e o TG não poderia deixar de destacar a incoerência da mensagem.

"E as ruas e as praças da cidade se encherão de meninos e meninas que nelas brincarão" (Zacarias 8:5)

A pergunta que não quer calar é: onde as crianças irão brincar na Praça da Bíblia???


E para encerrar a matéria confiram, abaixo, as empresas que, segundo a prefeita, contribuíram com doações para a construção da tenebrosa Praça da Bíblia (o curioso é que essas doações só foram publicadas no Diário Oficial após as cobranças do Território Gonçalense).
 
 

Diário Oficial - 28/12/2012


Diário Oficial - 18/12/2012





Diário Oficial - 21/11/2012




 Diário Oficial - 12/11/2012



Diário Oficial - 16/10/2012


Diário Oficial - 04/10/2012


Diário Oficial  - 25/09/2012


 Diário Oficial - 19/09/2012

 
Diário Oficial - 18/09/2012

 
Total de doações:  R$ 458.436,76

 

terça-feira, dezembro 25, 2012

5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados


5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados 

Quem é que não gosta de uma boa história de mistério? Pois apesar de toda a tecnologia e acesso a informações com a qual dispomos hoje em dia, existem alguns fatos, mensagens e objetos intrigantes cuja finalidade e proveniência jamais puderam ser explicadas.
O pessoal do site mother nature network publicou uma interessante matéria reunindo alguns dos maiores mistérios do mundo que jamais foram resolvidos, e você pode conferir alguns deles na seleção abaixo:

O Disco de Festo

5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados 


Descoberto em Creta no ano de 1908, este curioso objeto de argila, datado da Era do Bronze, apresenta misteriosos hieróglifos completamente desconhecidos. Alguns pesquisadores acreditam que as inscrições presentes no disco se refiram a um alfabeto misterioso, um silabário ou até mesmo um logograma. De qualquer forma, o disco continua sendo um dos maiores mistérios arqueológicos do mundo.

O Manuscrito Voynich

5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados 


Este misterioso livro, provavelmente escrito durante o século 15, vem intrigando pesquisadores e especialistas em criptografia de todo o mundo há muito tempo. O manuscrito conta com 240 páginas repletas de figuras e textos escritos em um idioma ou código que nunca foi decifrado, recebendo o nome Voynich graças ao livreiro norte-americano de origem polonesa Wilfrid Voynich, que adquiriu o volume em 1912.
O manuscrito apresenta, entre muitas de suas imagens, figuras de plantas que não parecem guardar qualquer relação com espécies conhecidas, e algumas das teorias sugerem que o livro pode ter pertencido a algum alquimista ou, quem sabe, seja uma farmacopeia medieval. Porém, a existência de diversos diagramas astronômicos misteriosos também levou muita gente a sugerir que o volume possa ser de origem alienígena.

Kryptos

5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados 

Embora esta escultura, de autoria do artista norte-americano Jim Sanborn, tenha uma origem bem mais recente que a do Manuscrito Voynich, ela conta com quatro inscrições das quais uma ainda não foi decifrada.
A escultura fica localizada na entrada do quartel-general da CIA, e nem mesmo os agentes da Agência Central de Inteligência foram capazes de interpretar o código da quarta inscrição, mesmo depois de o criador da misteriosa obra ter fornecido algumas dicas de como desvendar a mensagem.

O Caso Taman Shud

5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados 

 
Considerado um dos maiores mistérios da Austrália, o caso reúne os elementos necessários para uma boa história policial: o corpo de um homem desconhecido e a mensagem misteriosa “Taman Shud”, descoberta em um bolso secreto costurado na roupa do cadáver. Encontrado em 1948 na praia de Somerton, o falecido jamais foi identificado, embora o conteúdo da mensagem tenha sido traduzido como “terminado” ou “acabado”.
Segundo os investigadores, essa curiosa frase aparece na última página de uma coleção de poemas conhecida como “The Rubaiyat”, de Omar Khayyam, e uma cópia dos textos encontrada posteriormente contava com uma série de códigos que, acredita-se, tenha sido deixada pelo próprio falecido. Embora uma das teorias aponte que a inscrição possa se tratar de uma mensagem de suicídio, o mistério jamais foi solucionado.

Cifras de Beale

5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados 

Consideradas como um dos maiores mistérios criptográficos do mundo, as Cifras de Beale supostamente indicam a localização de um dos maiores tesouros da história dos Estados Unidos. Deixadas por Thomas Beale em 1822, as cifras são compostas por três mensagens, das quais apenas a segunda foi decifrada, indicando que uma fabulosa quantidade de ouro, prata e joias se encontra enterrada em algum lugar do condado de Bedford, na Virgínia.
Surpreendentemente, a chave para desvendar essa parte da mensagem se encontrava na Declaração de Independência dos EUA, e até hoje existem caçadores que realizam escavações — a maioria delas ilegais — em busca do suposto tesouro.

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012



10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 
(Fonte da imagem: Reprodução/NASA)

O ano de 2012 foi palco de inúmeras descobertas, eventos e avanços na área da robótica, medicina, física, engenharia etc., os quais surpreenderam o mundo e deixaram de fazer parte da ficção científica para se tornar realidade. Assim, decidimos reunir 10 dessas novidades em um único lugar, como você pode conferir logo abaixo:

Bóson de Higgs

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

Depois de anos de especulações e muito trabalho, em julho deste ano um grupo de pesquisadores da Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear — ou CERN — conseguiu detectar a presença de uma partícula que, muito provavelmente, é o famoso Bóson de Higgs. A existência dessa partícula confirma que o modelo-padrão da física de partículas, até onde se sabe, está correto.

Primeira acoplagem espacial privada



10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012



Em maio deste ano, a SpaceX mudou a história da exploração espacial ao se tornar a primeira companhia privada a enviar uma cápsula espacial à Estação Espacial Internacional. A acoplagem histórica foi acompanhada através de um vídeo em streaming por internautas de todo o mundo.

Exoesqueletos robóticos

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

Muitos dos dispositivos desenvolvidos pela NASA acabam saindo dos laboratórios da agência espacial e ganhando espaço entre os terráqueos. Um exemplo disso são os exoesqueletos robóticos X1, que além de ajudarem os astronautas a se exercitar em ambientes de gravidade zero, também poderão auxiliar pessoas com dificuldades de locomoção.

Membros robóticos controlados pela mente

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

Quem diria que um dia poderia ser possível implantar microelétrodos no cérebro capazes de transmitir comandos a membros robóticos? Um grupo de cientistas da Universidade de Pittsburgh conseguiu que uma paciente tetraplégica reproduzisse os mesmos movimentos executados por uma pessoa sem paralisia, utilizando comandos enviados pelo cérebro a um braço robótico.

Robô capaz de superar obstáculos

 

Eis aqui um avanço um tanto quanto assustador. O pessoal da DARPA — agência norte-americana de defesa e pesquisas — desenvolveu um robô capaz de desviar de obstáculos e até executar saltos a partir de decisões tomadas pelo próprio ciborgue. Tomara que o robô não decida um dia dominar o mundo ou algo parecido.

Seda mais resistente do que o aço

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

No início deste ano, pesquisadores norte-americanos anunciaram a criação de lagartas transgênicas capazes de produzir um tipo de seda superpoderosa com as mesmas proteínas das teias de aranha. O novo material abre novas possibilidades para o desenvolvimento de novos equipamentos e dispositivos na área militar, médica e têxtil.

Cientistas encontram forma de hackear o cérebro humano

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

Um grupo de pesquisadores conseguiu descobrir informações como datas de nascimento, códigos PIN, endereços e até os números de cartões de crédito através de experimentos realizados com um aparelho de eletroencefalografia. Os testes serviram para demonstrar os perigos relacionados aos dispositivos capazes de ler as ondas cerebrais, que podem ser usados para promover uma maior acessibilidade a computadores ou executar comandos em jogos.

Capa de invisibilidade

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

Faz tempo que cientistas de todo o mundo tentam desenvolver uma capa de invisibilidade, e em novembro deste ano um grupo de pesquisadores norte-americanos conseguiu, pela primeira vez, tornar um objeto totalmente invisível durante um experimento com micro-ondas.

Nave da NASA deixa o Sistema Solar

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

Depois de 35 anos em missão espacial, a Voyager 1, da NASA, deixa o nosso Sistema Solar e parte com destino ao espaço interestelar. A nave se transformou no primeiro objeto construído pelo homem a viajar tão longe — 18 bilhões de quilômetros — da Terra.

Telas flexíveis

10 tecnologias que saíram da ficção e se tornaram realidade em 2012 

Embora não seja necessariamente uma tecnologia desenvolvida este ano, só foi recentemente que pudemos vislumbrar alguns dos usos e produtos que contarão com displays flexíveis. Os primeiros dispositivos com essas telas que provavelmente serão lançados no mercado são os smartphones, apesar de muita gente acreditar que, no futuro, todas as superfícies possam se transformar em displays.



sábado, dezembro 22, 2012

Por que às vezes seu corpo tem um espasmo violento quando está quase pegando no sono?




Sabe aquela sensação de estar caindo, logo quando você está pegando no sono, que o faz despertar subitamente? Esse fenômeno é conhecido como espasmo hípnico, e por enquanto, só existem teorias para o explicar.
O espasmo hípnico é um espasmo ou contração involuntária dos músculos, que desperta violentamente uma pessoa. Mioclonia é um termo que se refere a contrações repentinas, curtas, incontroláveis e involuntárias de um músculo ou grupo de músculos. Por conta disso, esse fenômeno também pode ser chamado de “puxão mioclônico”.
Geralmente, ocorre em estágios mais leves do sono, muitas vezes no momento em que estamos adormecendo, já entrando no estágio REM ou começando a ingressar em um sono mais profundo.


Ainda que não seja considerada uma doença, é um sintoma e pode ser considerado um distúrbio no sistema nervoso. Algumas pessoas o descrevem como uma sensação nítida de que se estar caindo, ou perdendo o equilíbrio, o que nos leva a acordar assustados, enquanto outros o descrevem como um “choque elétrico” percorrendo o corpo. De qualquer maneira, é uma experiência comum (a Academia Americana de Medicina do Sono relata que até 70% das pessoas já tiveram esse espasmo).
Os espasmos ou puxões ocorrem mais comumente quando uma pessoa está dormindo em uma posição desconfortável ou está cansada.
Poucas pesquisas já foram feitas sobre o assunto, mas uma teoria sugere que o espasmo é resultado do relaxamento dos músculos. O corpo passa por mudanças na temperatura e respiração quando dormimos, assim, conforme uma pessoa está se preparando para dormir, o cérebro pode interpretar essas mudanças como um sinal de queda.
Outra teoria envolvendo confusão cerebral e relaxamento dita que, quando o corpo entra em relaxamento profundo, mas a mente continua ativa, o cérebro emite um alerta para o corpo reagir. É daí que surge a sensação de queda, ocasionando um susto que muitas vezes é acompanhado de batimentos cardíacos acelerados.
Por fim, ainda outra teoria sugere que o corpo reage ao adormecer da maneira como uma pessoa pode se contrair quando morre; nesse caso, o espasmo seria um reflexo usado para manter o corpo “vivo e funcionando”.
Estudos indicam que os puxões mioclônicos ocorrem mais frequentemente em pessoas que sofrem de ansiedade, insônia, fadiga ou desconforto físico, porque o cérebro é mais facilmente confundido nessas condições. Privação do sono e estresse também podem ser fatores contribuintes.
Por isso, é mais fácil ter um espasmo quando não se tem dormido bem ou se está tentando não cair no sono.
A cafeína também pode ser um fator, porque torna mais difícil para uma pessoa relaxar. Algumas pessoas também relatam que o consumo de álcool torna os puxões mais frequentes.
De qualquer maneira, se você estiver pegando no sono e for acordado repentinamente pela sensação de estar caindo ou levando um choque, não se preocupe; é uma parte normal do processo de sono e não representa qualquer perigo real.[WiseGeek, FaçaFisioterapia, OQueÉIsso?, OutraMedicina]

Como construir uma geladeirinha USB





O inverno já está se aproximando do fim e, com a chegada da primavera, o calor aumenta cada vez mais. Algo muito comum é deixarmos uma lata ou garrafa de refrigerante na mesa enquanto utilizamos o computador. Infelizmente, com as altas temperaturas, a bebida acaba esquentando.
Mas e que tal impedir que isso aconteça construindo uma minigeladeira para manter sua bebida gelada? A sua construção é simples, e o melhor de tudo: ela pode ser conectada em qualquer porta USB do computador.

Materiais necessários


  • 1 Peltier;
  • Pasta térmica;
  • 1 chapa de isopor;
  • 2 dissipadores de calor (os modelos que acompanham CPUs servem perfeitamente);
  • 1 cabo USB comum;
  • Fios de cobre;
  • 1 caixa de bombom (daquelas de acrílico ou similar);
  • Cola quente.
Também vamos utilizar tesoura, estilete, alicate, lápis ou caneta e uma régua.
Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 
 (Fonte da imagem: Tecmundo)

Para quem não conhece, Peltier é uma pastilha térmica com um efeito muito interessante. Enquanto de um lado a peça esquenta, do outro ela esfria. O que faz isso acontecer é a corrente elétrica passando continuamente pelos condutores no interior do componente, efeito que causa o diferencial de temperatura entre os lados dele.
Muitos coolers para computador utilizam esse dispositivo. Caso você não tenha nenhum desses em casa, pode comprar o componente pela internet. Seu custo é relativamente baixo, não ultrapassando os R$ 25 para os modelos mais básicos.
Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

A pastilha será conectada na porta USB do computador, podendo trabalhar com tensões que variam de 5 até 12 volts, portanto, os 5 volts fornecidos pela porta USB são suficientes para alimentar a peça e resfriar a nossa pequena geladeira.

Montando o sistema de refrigeração

Vamos começar nosso projeto cortando o cabo USB. Dentro dele, existem quatro fios e uma malha de proteção. Devemos cortar quase tudo, mantendo apenas dois fios: o preto e o vermelho. Enquanto o primeiro é o negativo, o segundo transmite o sinal positivo.
Após fazer isso, descascamos as pontas dos dois fios e conectamos o cabo na porta USB do computador. Com um multímetro, podemos verificar que a tensão do cabo é de cerca de 5 volts.
Agora, emendamos os fios do cabo USB no Peltier, que também possui um fio vermelho e um fio preto. Basta unir aqueles de mesma cor e pronto.
Para verificar se a pastilha está funcionando adequadamente, vamos utilizar nosso termômetro a laser. Através disso, podemos constatar que ela está trabalhando perfeitamente. Veja que de um lado a peça esquenta rapidamente, enquanto do outro ela é ligeiramente mais fria.
Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo]



Agora que verificamos que tudo funciona, devemos soldar os fios para evitar que eles se soltem. Para finalizar, aplicamos fita isolante em volta, prendendo tudo muito bem.
O próximo passo é prender a pastilha entre os dissipadores. O objetivo é refrigerar o lado mais quente ao mesmo tempo em que transferimos o frio da outra face para o interior de nossa geladeira.

Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

O Peltier trabalha com um diferencial de temperatura, sendo que essa variação pode ir de 20 até 40 graus ou mais. Logo, quanto mais refrigerado o lado quente, mais frio fica o outro lado.
Vamos passar pasta térmica de um lado da pastilha e posicionar a peça sobre o primeiro dissipador de calor. Do outro lado, devemos fazer o mesmo. O resultado final é como se fosse um “sanduíche” de dissipadores com o Peltier no meio. É importante que ele fique posicionado perfeitamente no centro.
Para prender as peças e manter o conjunto unido, vamos utilizar os fios de cobre, apertando bem um dissipador contra o outro. Para que o conjunto não apresente falhas, é importante que você aperte bem as peças com os fios de cobre.

Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

Caso você tenha dissipadores que possam ser presos um no outro com parafusos, é ainda melhor. Infelizmente, em nosso caso isso não foi possível. Por isso optamos pelos fios de cobre.
Depois disso, nosso sistema de refrigeração está pronto.

Montando a minigeladeira

Nossa geladeira será um pouco maior que as tradicionais de mesa, aquelas que podem acomodar apenas uma lata de cada vez. Vamos aproveitar e construir um modelo que possa receber até mesmo garrafas pequenas.
Para começar, pegamos o isopor e cortamos três partes, com 15x30 centímetros cada uma. Em seguida, colamos as três, de modo a formar uma caixa. Logo depois, cortamos mais dois pedaços menores, medindo 19x15 centímetros cada um. Devemos colar o primeiro em cima.

Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] (Fonte da imagem: Tecmundo)
A segunda peça menor será a parte inferior de nossa geladeirinha. Mas, antes de colar o componente, precisamos prender o dissipador. Para fazer isso, posicionamos a peça sobre o isopor, marcamos e cortamos com o estilete. Depois, aplicamos cola quente dos lados para fixar o sistema de refrigeração na parte inferior da geladeira.
Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

Agora, é só colar essa parte no restante do objeto. Para nos certificarmos de que tudo ficou bem firme, aplicamos mais um pouco de cola no interior do dele, nos cantos, onde as paredes se encontram.
Para construir a porta da geladeira, devemos cortar um pedaço de isopor, medindo 19x34 centímetros, e uma segunda chapa, um pouco menor, medindo 14x30 centímetros. A peça menor deve ser colada bem no centro da maior, dessa maneira, a porta poderá ser encaixada na geladeira, impedindo que o calor escape.
Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

Importante: Na hora de colar a parte menor, deixe um dos quatro lados sem cola, pois precisaremos encaixar a janela mais à frente.
Vamos fabricar uma janela para decorar a geladeira e, ao mesmo tempo, enxergar o que tem dentro dela. Para fazer isso, cortamos um pedaço de acrílico de uma caixa de bombons. Você pode utilizar outros tipos de plásticos para esse objetivo, mas o acrílico dá um aspecto melhor ao trabalho.
Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

Depois de cortar a peça, devemos abrir um buraco no meio da porta da nossa geladeira. Ele deve ser menor que a peça plástica. Depois de cortar tudo, podemos encaixar o plástico pela parte da porta que não colamos antes. Em seguida, podemos colar o isopor e manter tudo firme.
Visando permitir que a porta abra e feche naturalmente, precisamos providenciar uma dobradiça. Para fazer isso, utilizamos algumas tiras de fita crepe na lateral.
Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

Finalmente, cortamos mais alguns pedaços de isopor e os colamos na parte baixo. Essa parte possui dois objetivos: o primeiro é esconder o “motor”, e o segundo é impedir que o dissipador quente encoste na mesa, sendo que o calor pode danificá-la.
Nós construímos a nossa minigeladeira de modo simples, sem pintura ou aplicar acabamentos. Se você quiser, pode forrar ela com papelão, massa plástica ou acrílica ou qualquer outro acabamento. Depois disso, você pode pintar e decorar da maneira que quiser, podendo até mesmo criar uma espécie de “case mod” para combinar com o gabinete do seu computador.

Área 42: como construir uma geladeirinha USB [vídeo] 

O tamanho também é opcional: nosso objeto pode acomodar latas de refrigerante e até mesmo garrafas maiores, com 600 ml. O limite é a sua imaginação! Construa a sua geladeira e nos conte como ficou!